quinta-feira, 30 de junho de 2011

Quem sabe o que vai na cabeça das pessoas...


Olhem-me o caso deste indivíduo. Falta saber se é verdade ou não, mas já não é de hoje que são conhecidos os seus problemas com o álcool, e vá, com a vida em concreto. Mas esta notícia deixou-me mesmo triste. Este tipo é um excelentíssimo actor, e daqueles poucos que parecem realmente interessantes, esbanja carisma por todos os lados. Do aspecto físico, nem vale a pena acentuar nada! E depois, isto. Oh meu caro Jon-Jon, bem sei que não vais ler isto, mas também não tenho o teu mail e não faltará quem te diga coisas bonitas e melhores do que as minhas. Tu por favor, (eu ia dizer solta a franga, mas isso já fizeste várias vezes), arrebita! Nem que seja pelas pessoas que te admiram, e de certeza que são muitas. E pela minha saúde mental também... É que se tu que és tu, te tentas matar, então eu já estive mais longe de me atirar de uma ponte.

Os timings da vida

Dizia-me o outro dia um amigo, e com muita razão, que não podemos estar à espera dos outros para tomarmos as nossas decisões e para darmos passos em frente. E é nessas situações, que percebemos, o quanto, de facto, estamos sozinhos no mundo. Desde que nascemos, fruto das nossas escolhas, ou de escolhas que fizeram por nós, trilhamos um caminho que nunca segue paralelamente com o de outra pessoa, por mais que nos seja próxima. São linhas perpendiculares, por isso mesmo a um ponto se intersectam, e isso equivale a que nos conheçamos uns aos outros (e ainda bem, que é a melhor coisa que levamos desta vida), mas essas linhas seguem os seus caminhos distintos. Eu gosto de lhes chamar os timings da vida. E toda a gente tem os seus. Raramente coincidem. Indivíduo A e B. Se o A está estável, o B está em movimento, se B está disponível, B está em indisponível [credo, que atestado de prepotência científica que parece mais não-sei-o-quê], e assim vice-versa.

obs: achei que pôr esta imagem aqui dava um ar extremamente interessante ao post


Eu acho que se compreende o que eu estou para aqui a tentar dizer. Tentem lá aplicar isto à rotina da vida e às pessoas que conhecem e a vossa relação com elas, e vejam lá se não é verdade... Podemos considerar que é uma bostix, mas se calhar acaba por não ser. Temos que aceitar que as coisas são como são. O melhor mesmo é aproveitar ao máximo o ponto em que as linhas se intersectam, e isso dá-se quase todos os dias, com menos ou mais longevidade, e de resto, não ficar a dormir na sombra. Afinal somos seres vivos, seres VIVOS...
A vida lá fora chama por ti, e há zilhentas linhas no mundo. Põe a tua a andar!

[esta parte moralista foi porque reparei que o texto não chegava a conclusão nenhuma e por isso quis dar-lhe algum sentido]

quarta-feira, 22 de junho de 2011

Coisas que dá a uma pessoa quando começa a ouvir a BBC 1

I now present you my brand new crush!!!




"THAT'S YOOOUU!!" xD


<3 deixei oficialmente de ouvir rádios portuguesas

Grandes frases proferidas pelos génios que tenho a sorte de conhecer #2


"O mau humor e a tristeza aguçam a inteligência"


:)

A ti, André

...chegaste de mansinho, e aos poucos, com a discrição de cavalheiro que te é característica, foste conquistando todos à tua volta, e espalhando sorrisos e esperança, como quem distribui panfletos da telepizza. Não nos fizeste acreditar, porque essa fé e essa paixão já era parte de nós, mas os teus gestos prometeram-nos lealdade e estabilidade. Valores perpétuos que acabam por ser os mais importantes. Foi contigo que, pela primeira vez, eu pensei que íamos ser felizes "quase para sempre". Pensei "sim! este vai ser o nosso homem!", aquele que conquista títulos e chega ao sétimo céu e quer ainda eternizar junto dos seus. Claro que também queria, com a admiração que sinto (sim, no presente do indicativo) por ti, que fosses conhecer e conquistar o mundo... Digo-te já, meu estimado cavaleiro azul (pelo menos manténs a cor), que de consquistar o mundo não estavas muito longe... E escrevo-te esta carta, rompendo e antes de voltar ao silêncio sobre tudo isto, para te desejar muito sucesso. Eu compreendo a tua decisão. Para triunfar junto dos maiores neste mundo moderno do futebol, há que agir como eles, e sucumbir às leis do dinheiro. Mas tu vales muito mais do que isso, e para provar, cá ficará o legado que deixaste (ou pelo menos aquele que queres deixar, sacana).

Termino esta carta, mas antes disso, deixo-te alguns conselhos... Olha, não passes muita confiança ao Roman, e a tua esposa que tenha cuidado com os jogadores ingleses. Não irrites o John Terry. E compra uma gabardine estilosa.


Com admiração e respeito,

uma portista entre tantos




{eu não vou deixar que te chamem André Libras Boas}

domingo, 19 de junho de 2011

Grandes frases proferidas pelos génios que tenho a sorte de conhecer #1

(andava a escolher com qual começar este novo espaço, mas escolheram por mim hehe)


"eu nunca soube o que queria ser quando fosse grande e ainda hoje não sei, mas sempre soube que queria vir para Londres, acho que a minha profissão era ser emigrante"



esta tem assinatura .. Mr. (que um dia ainda será Sir) Silverboy

Coisas que me lembro

Fosse eu um indivíduo do sexo masculino e neste momento poderia ser um prodigioso jogador de hóquei em patins, quiçá até campeão em título pelo FCP. Noutras palavras, estou a fazer uma espécie de "sliding doors" e a explorar as minhas possíveis vidas paralelas. Claro que comecei logo pelo momento da concepção. [Escrever textos de motivação para ofertas de emprego dá sempre nisto... e "achievements" é uma palavra feia, muito feia!]
Pensar no que eu andaria a fazer se fosse isto ou aquilo não ajuda muito, mas gosto de imaginar que bom seria ir à casa de banho sem ter que esperar nas filas.

Vou voltar ao que interessa!

quinta-feira, 16 de junho de 2011

Sem comentários

Chego à cozinha, e o meu irmão:

- "Sabes um nome fixe para uma banda?"

- "Quê?"

- "Pregos no palco"


{Até amanhã têm que ter um nome decidido, espero ansiosa pelos desenvolvimentos}

quinta-feira, 9 de junho de 2011

Best love poem ever!

Having a Coke with you
is even more fun than going to San Sebastian, Irún, Hendaye, Biarritz, Bayonne
or being sick to my stomach on the Travesera de Gracia in Barcelona
partly because in your orange shirt you look like a better happier St. Sebastian
partly because of my love for you, partly because of your love for yoghurt
partly because of the fluoresent orange tulips around the birches
partly because of the secrecy our smiles take on before people and statuary
it is hard to believe when I'm with you that there can be anything as still
as solemn as unpleasantly definitive as statuary when right in front of it
in the warm New York 4 o'clock light we are drifting back and forth
between each other like a tree breathing through its spectacles

and the portrait show seems to have no faces in it at all, just paint
you suddenly wonder why in the world anyone ever did them
I look
at you and I would rather look at you than all the portraits in the world
except possibly for the Polish Rider occasionally and anyway it's in the Frick
which thank heavens you haven't gone to yet so we can go together the first time
and the fact that you move so beautifully more or less takes care of Futurism
just as at home I never think of the Nude Descending a Staircase or
at a rehearsal a single drawing of Leonardo or Michelangelo that used to wow me
and what good does all the research of the Impressionists do them
when they never got the right person to stand near the tree when the sun sank
or for that matter Marino Marini when he didn't pick the rider as carefully
as the horse
it seems they were all cheated of some marvellous experience
which is not going to go wasted on me which is why I am telling you about it.



Frank O'Hara



Provavelmente a maioria das raparigas não iria achar piada nenhuma se alguém lhes disseste isto. Mas eu não. (yes, I'm a freak)

domingo, 5 de junho de 2011

(...)




Não percam esta noite a grande final do reality-show Tacho Pesado - The Biggest Pot.


Agora sim é que é caso para dizer "Portugal votou" ou "os portugueses votaram". Não estou a ser irónica. É que me irrita extremamente quando dizem isso nos concursos. Qualquer dia escrevo uma carta para o provedor.. ou a ERC... ou whatever.

Mas seguindo a lógica, se a abstenção continua um "ai jesus" porque não começar a sortear um pópózito à maneira nas eleições??

sábado, 4 de junho de 2011

Grande fuck!

Então não é que o partido no qual queria votar não tem representação no círculo eleitoral do meu distrito? Pronto, voltamos à estaca zero.

Mas ainda bem que me avisaram, senão já estava a ver a minha figurinha amanhã a examinar o boletim de vota, a virar de frente e verso "então? então? então?". -.-'

quarta-feira, 1 de junho de 2011

"Childhood is measured out by sounds and smells and sights, before the dark hour of reason grows"*

Anos 90, Bué-ré-ré, 1 2 3, pinipon, pega-monstros, peta-zetas, sega, gameboy, tetris, push pop, power rangers, navegantes da lua, dragon ball, banjo, quem é quem, monopoly, spice girls, aqua, motoratos, dartacão, cinderela da TVI (vista umas 15 vezes repetida), vengaboys, O REI LEÃO, colecção dos livros Arrepios, iô-iô's, tamagotchi, inspector gadget, pézinhos da olá (sim aqueles gelados), taco!, magnum cone!, pastilhas gorila, britney spears virgem, chupetas e colares para chupar (lol), hula hoops, ace of base, buffy, titanic, doc martins, beverly hills 90210, super pop, the moffats, cassetes a gravar a emissão da rádio, walkman, tartarugas ninja, pringles, tazos, polly pocket, 2 (só depois 4) canais!, canais espanhóis!, rua sésamo, a carrinha mágica, rugrats, macarena, aladino, pocahontas, whigfield... e tantas, tantas outras coisas. Este dia, para nós crianças grandes, também serve para recordar e celebrar as crianças felizes que fomos! :)



*John Betjeman